top of page
  • Foto do escritorClarisse Mateus

Conversas P'ra Mesa com Lisa Afonso

Atualizado: 30 de ago. de 2023

Diversificação Alimentar: Que método escolher?


Quem é a Lisa?


Sou a Lisa Afonso, nutricionista, mestre em saúde pública e doutorada em Psicologia, pela Universidade do Porto. Nem sempre soube o que queria ser quando fosse grande, apesar da certeza de querer trabalhar com e para os mais pequenos. À medida que fui traçando o meu caminho na investigação essa vontade ficou ainda mais clara, por compreender o quanto as primeiras exposições são determinantes para as preferências futuras. Do ponto de vista pessoal, sou natural do Porto, descendente de transmontanos e apaixonada pela natureza.



Como devo escolher o método mais adequado?

Preferia que se reconhecesse a importância de evoluir gradualmente nas texturas e não necessariamente ter que escolher entre um dos métodos. Podemos começar por oferecer papas e purés ao bebé e evoluir para oferecer alimentos grumosos, picados, etc. até oferecermos alimentos prontos a comer à mão.



Qual a diferença entre o método BLW e o método tradicional?


No método tradicional o bebé come papas e purés à colher e são os pais quem guia o processo. No Baby-led Weaning, como o próprio nome indica, é o bebé quem guia o processo. São dispostos vários alimentos em frente ao bebé, na consistência e formato seguros, e o bebé agarra-os e explora-os livremente, podendo ou não levar à boca o que entender. O método tradicional é mais controlado, quanto a porções ingeridas, à exploração sensorial e à sujidade, e o BLW mais flexível.



Existem diferenças no sucesso da introdução alimentar?


Os estudos indicam que os bebés que fazem BLW estrito, ou seja, que comem pelo menos 90% dos alimentos pela própria mão, têm uma preferência mais ampla por fruta e vegetais. Mas sabemos que esta não é a realidade da maioria das famílias. A combinação dos dois métodos ou a evolução progressiva de texturas tem grande benefícios, por permitir maior flexibilidade para diferentes ambientes e ocasiões e por permitir aos pais e bebé uma evolução gradual e logo mais confiante.



Quero oferecer alimentos inteiros ao meu bebé, mas tenho medo que o bebé se engasgue. O que fazer?


Procurar um curso completo sobre o tema. Sugiro mesmo que os pais procurem informar-se com um profissional de saúde habilitado para falar sobre o tema, antes de iniciarem.



Tentei o método BLW, mas o meu bebé não pega na comida. O que posso fazer?


Agendar uma consulta com um profissional habilitado a aconselhar sobre o tema. Cada bebé é único e são precisos, em algumas situações, vários ajustes para garantirmos sucesso no processo.



Como posso explicar o método BLW aos cuidadores do meu bebé?


Convidá-los a estarem presentes num curso ou consulta sobre o tema. Adoro ter avós no meu curso e são sempre grandes defensoras das melhores práticas, depois de as compreenderem.



Obrigada, Lisa!



Comida que podia comer para o resto da vida: Massa


Livro favorito: "Tropeçar na Felicidade", só porque foi o primeiro livro de desenvolvimento pessoal que li e que me fez valorizar a atenção sobre o momento presente.


Viagem de sonho: Filipinas, Islândia, Japão. Não consegui escolher entre os 3 destinos.


O sonho que ainda falta concretizar: Escrever um livro


Hábito ou mania que ninguém compreende: Nada a indicar


Se quiserem conhecer melhor a Lisa, sigam-na em @injoynutricaoinfantil


67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page